LiveZilla Live Help


Digite seu e-mail abaixo
e receba ofertas exclusivas
Representante





Usuário

Senha




Esqueci a senha!
Suporte ao Cliente










Adicionar à lista de desejos (Efetue seu Login Antes)
TRAUMEEL S INJ AMP 2 2ML


R$ 165,30  

Compartilhe este produto
DESCRIÇÅO
TRAUMEEL S COM 10 AMPOLAS 2,2ml
Arnica Montana D2 + ASSOCIAÇÃO


Forma farmacêutica, via de administração e apresentação

Solução injetável – Via parenteral – Ampola com 2,2 ml.

Composição

 

1 ampola de 2,2 ml contém: 2,2 mg de Arnica montana D2 dil.; 2,2 mg de Calendula officinalis D2 dil.; 2,2 mg de Chamomilla recutita D3 dil.; 2,2 mg de Symphytum officinale D6 dil.; 2,2 mg de Achillea millefolium D3 dil.; 2,2 mg de Atropa bella-donna D2 dil.; 1,32 mg de Aconitum napellus D2 dil.;1,1 mg de Bellis perennis D2 dil.; 0,66 mg de Hypericum perforatum D2 dil.; 0,55 mg de Echinacea D2 dil.; 0,55 mg de Echinacea purpurea D2 dil.;0,22 mg de Hamamelis virginiana D1 dil.; 1,1 mg de Mercurius solubilis Hahnemanni D6 dil. e 2,2 mg de Hepar sulfuris D6 dil., em solução isotônica (19,4 mg de cloreto de sódio e água para injetável qsp).


Informações ao Paciente


Ação esperada do medicamento
O medicamento Traumeel S é preparado segundo a farmacotécnica homeopática, cujos métodos de diluição e de dinamização estão descritos na Farmacopéia Homeopática Alemã. Sua aplicação atende aos princípios da Homotoxicologia. Esta terapêutica considera as enfermidades como a expressão de uma resposta defensiva do organismo contra as toxinas produzidas pelo organismo, ou ingeridas, ou inaladas, ou o resultado de danos tóxicos que o organismo tenta compensar, com a finalidade de restabelecer dentro do possível o equilíbrio biológico. Este novo conceito de tratamento nasceu na terapêutica homeopática a qual está embasada no princípio da similitude, na lei de cura e na patogenia das substâncias medicamentosas descritas nas Matérias Médicas Homeopáticas, bem como, nos conceitos da imunologia. Considerando estes conceitos, o medicamento antihomotóxico, Traumeel S auxilia o tratamento nos processos inflamatórios e degenerativos do aparelho locomotor e de sustentação; e traumatismos em geral.

Indicações do medicamento

 

Traumeel S é indicado como auxiliar no tratamento de traumatismos como torções, contusões, hematomas, fraturas, edemas pós-cirúrgicos e pós-traumáticos, e tumefações edematosas dos tecidos moles; processos inflamatórios e degenerativos com inflamação associada em diversos órgãos e tecidos, especialmente nos do aparelho locomotor e dos tecidos de sustentação; artrose do quadril, do joelho e das pequenas articulações.
A indicação deste medicamento somente poderá ser alterada a critério do prescritor.

Modo de usar

 

"Antes de usar observe o aspecto do medicamento”. A solução de Traumeel S é incolor, límpido inodoro e com sabor salgado. Este medicamento é de uso por via parenteral.
Para o uso correto do medicamento, siga corretamente a orientação abaixo, ou a prescrição do seu médico.
Adulto e criança: no quadro agudo, aplicar 1-2 ampolas diariamente; no geral aplicar 1-2 ampolas 3 vezes por semana, por via intramuscular, subcutânea, intradérmica (na forma de pápula), intravenoso, intra-articular ou peri-articular.
Caso os sintomas persistam por mais de 2 dias ou se agravem, contate seu médico.
Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação do prescritor.
Mantenha sempre a dose e a freqüência indicadas pelo prescritor, ou o modo de tomar sugerido nesta bula.
Não use medicamento sem o conhecimento do prescritor. Pode ser perigoso para a sua saúde.
Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento.
Siga a orientação do prescritor, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.
Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do prescritor.
Em caso de esquecimento de administração, não duplicar a quantidade de medicamento na próxima tomada.
Use o medicamento dentro do prazo de validade.

Riscos do medicamento - Advertências

 

Este medicamento é contra-indicado às pessoas com alergia aos componentes da fórmula.
Traumeel S é contra-indicado em pacientes com tuberculose, leucocitose, doenças vasculares do colágeno, esclerose múltipla, infecção por HIV, SIDA desenvolvida e outras doenças auto-imunes.
Nos casos individuais, reações alérgicas na pele, como vermelhidão, inchaço e coceira podem ocorrer, como também aumento do fluxo salivar. Em casos raros, erupções na pele e coceira, inchamento facial, pequenas faltas de ar, vertigem e queda da pressão arterial tem sido observadas após tratamento com produtos que contenham extratos de Echinacea. Nestes casos, o medicamento deve ser descontinuado e você deve entrar em contato com o seu médico.
Informe ao prescritor o aparecimento de sintomas novos, agravação de sintomas atuais ou retorno de sintomas antigos, pois pode significar uma reação ao medicamento, que pode requerer uma nova orientação.
Gravidez e lactação: este medicamento não deve ser utilizado durante a gravidez e a amamentação, exceto sob orientação médica, ou do cirurgião-dentista. Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se ocorrer gravidez ou iniciar amamentação durante o uso deste medicamento.
Informe ao prescritor o aparecimento de reações indesejáveis.

Conduta em caso de superdose

 

A conduta nos casos de ingestão acidental é observar o surgimento de alguma manifestação clínica, tais como: tontura, enjôo, náuseas e dor de cabeça e, caso isto aconteça, suspenda o uso do medicamento e procure o seu médico, ou o farmacêutico.

Cuidados de conservação

Este medicamento deve ser armazenado em local seco e à temperatura ambiente (15 e 30°C), longe de qualquer tipo de fonte de calor e, ou umidade. Recomenda-se não deixar este medicamento junto a aparelhos emissores de radiação, tais como rádio, TV, telefone sem fio e celulares, forno de microondas, etc..
TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.
PARA SUA SEGURANÇA, MANTENHA O MEDICAMENTO NA EMBALAGEM ORIGINAL ATÉ SEU USO TOTAL.
Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento.
Contribua com o tratamento: relate ao prescritor todos os tratamentos que você já fez ou está fazendo. Atenda às sugestões do prescritor, para que seu tratamento seja eficaz.
Consulte um clínico regularmente. Ele avaliará corretamente a evolução do tratamento. Siga corretamente suas orientações.
Não observando o resultado esperado, consulte o prescritor ou farmacêutico.
O uso inadequado do medicamento pode mascarar ou agravar sintomas.
Não se automedique, pode ser prejudicial à sua saúde e dificultar o diagnóstico correto do médico.

Informações Técnicas ao Profissional de Saúde

 

Este medicamento é antihomotóxico.

Características Farmacológicas

 

O medicamento Traumeel S é preparado segundo a farmacotécnica homeopática, cujos métodos de diluição e de dinamização estão descritos na Farmacopéia Homeopática Alemã. Sua aplicação atende aos princípios da Homotoxicologia. Esta terapêutica considera as enfermidades como a expressão de uma resposta defensiva do organismo contra as homotoxinas endógenas e as exógenas, ou o resultado de danos tóxicos que o organismo tenta compensar, com a finalidade de restabelecer dentro do possível a homeostase. A Homotoxicologia está baseada nos princípios da Homeopatia aplicados ao conhecimento da cibernética e da imunologia e integrados ao conceito médico da patologia humoral de Hipócrates, da patologia solidária de Giorgio Bablivi, (os responsáveis pelas enfermidades devem ser os elementos integrantes do organismo como portadores de vida que são, ou como causas, e não uma mescla confusa de humores: sangue, fleuma, bilis amarela e negra), os conceitos da patologia celular de Rudolf Virchow (1858) e os da patologia molecular ligada aos nomes de H. Schade e P. Grawitz (1946).
Este complexo foi elaborado de acordo com o Principio do Efeito Inverso descrito por Arndt-Schutz, também denominado Lei Biológica Básica, que estabelece que “estímulos fracos provocam a atividade vital; estímulos médios aumentam a atividade vital; estímulos fortes detêm a atividade vital e estímulos muito fortes destroem a atividade vital”, e o Princípio de Bürgi que estabelece que “Duas substâncias que provocam a mesma alteração funcional, respectivamente e que eliminam o mesmo sintoma da doença, somam-se em suas atuações quando possuem os mesmos pontos de atuação e se potencializam quanto estes são distintos”. Portanto as substâncias que compõem este complexo foram selecionadas tendo por base a patogênesia descrita nas Matérias Médicas e sua indicação está embasada nas atividades dos componentes homeopáticos individuais, descritos em matérias médicas homeopáticas.
Arnica montana – atua após danos traumáticos, uso excessivo de algum órgão, lesão resultante de esforço excessivo. Tratamento de congestão cerebral. É um tônico muscular. Age no sistema venoso induzindo estase. Reumatismo de tecidos musculares e tendinoso, especialmente das costas e ombros. Trombose.
Calendula officinalis – é um agente cicatrizante quando aplicado localmente. Adequado para as feridas abertas que não cicatrizam e úlceras, etc.. Promove granulação saudável e rápida cicatrização. Hemostático após extração dentária. Condições catarrais. Neuroma. Tendência a erisipelas.
Hamamelis virginiana – para congestão venosa, hemorragia, veias varicosas, hemorróidas, com contusão indolor das partes afetadas. Atua sobre as paredes das veias causando relaxamento e conseqüente ingurgitamento. Hemorragia venosa passiva de qualquer parte. Adequado ao tratamento de feridas doloridas com debilidade devido à perda de sangue.
Echinacea angustifolia – atua na febre, sepse e inflamações de todos os tipos. Echinacea é um “anti-séptico interno” que atua no sistema linfático.
Echinacea purpurea – atua nos casos de febre, sepse e inflamações de todos os tipos. É um “anti-séptico interno” que atua no sistema linfático.
Chamomilla recutita – empregada freqüentemente a crianças, irritabilidade, agitação e cólicas. Dores contínuas associadas com entorpecimento.
Symphytum officinale – estimula o crescimento de epitélio em superfícies ulceradas. Pode ser administrado para o tratamento de úlceras gástricas e duodenais. Gastralgia e externamente nos pruridos. Danos a tendões e periósteo. Geralmente, age nas articulações. Neuralgia de joelho. Uso em feridas, penetrando no períneo e ossos e em fraturas sem união; coto irritante após amputação, osso irritante no ponto de fratura. Abscesso do psoas. Dor aguda e inflamação do periósteo.
Bellis perenis – atua sobre as fibras musculares e vasos sanguíneos. Ferimentos musculares. Entorse. Congestão venosa devido a causas mecânicas. Danos a tecidos profundos, após procedimentos cirúrgicos. Resultado de danos a nervos com ferimentos intensos e intolerância a banhos frios. Gota, debilidade nos membros.
Hypericum perforatum – para tratamento de danos aos nervos, especialmente dos dedos, pontas dos pés e unhas. Dedos esmagados, especialmente extremidades. Previne o trismo. Feridas puncionadas. Alivia dores após operações. Espasmos após qualquer dano. Tem uma ação importante no reto; hemorróidas. Coccidinia. Crises asmáticas espasmódicas com mudanças de tempo, ou antes, de chuvas. Nervos danificados por mordidas de animais. Tétano. Neurite, formigamento, queimadura e entorpecimento. Sonolência constante.
Achillea millefolium – para tratamento de vários tipos de hemorragias. Hérnia aprisionada. Varíola com dores no estômago. Após operações para retirada de pedras. Efeitos ruins devido a queda de altura.
Aconitum napellus – para tratamento de inflamações e febres inflamatórias; quando as membranas serosas e os tecidos musculares são bastante afetados. Queimadura em partes internas; formigamento, frio e entorpecimento. Influenza. Tensão em artérias.
Atropa bella-dona – possui ação marcante no sistema vascular, pele e glândulas. Dores neurálgicas que vem e vão inesperadamente.
Mercurius solubilis Hahnemanni – para supuração, particularmente abscessos, furúnculo, impetigo, eczemas úmidos e supurosos, carbúnculos, tumefações inflamadas, piúria, empiema, sinusite com descarga purulenta, otite média purulenta, bronquite com tendência a expectoração purulenta amarelada e influenza com coriza fluente severa e secreção purulenta. Também indicado para condições inflamatórias agudas da mucosa, como em disenteria com muco, fezes sanguinolentas, dores penetrantes e tenesmo. Indicado ainda para tratamento de terçol e cisto de meibomian, apendicite, hemorróidas com sangramento e sintomas inflamatórios, condições do fígado com odor fétido na boca. Cistite com urina mucosa, gonorréia e conseqüências da gonorréia com sintomas inflamatórios violentos, orquite, epididimite, ofrite, slpingite, paroníquia e especialmente eczemas, ambos crônicos e agudos e do tipo escrofuloso. 
Hepar sulfuris calcareum – adequado especialmente para constituições escrofulosas e linfáticas com tendência a apresentar erupções e distensão glandular. Seio infectado com formação de pus.
O mecanismo de ação de Traumeel S se deve a ação sinérgica e complementar (efeito Burgi) de seus componentes vegetais e químicos minerais, que se caracterizam pelas seguintes propriedades:
-    Ação anti viricida e antiinflamatória dos mercuriais;
-    Aumento do tônus vascular – Aconitum, Arnica – e efeito impermeabilizante vascular, (ação do Cálcio), eliminação da estase venosa e efeito antitrombótico (Hamamelis) e hemostático (Millefolium) e de normalização do nível de protombina;
-    Aumento da respiração celular e dos processos de oxidação devido ao Sulfur e polisulfuro cálcico (Hepar sulfur);
-    Estimulação da cicatrização de feridas (Arnica, Calendula, Echinacea, Symphytum);
-    Efeito analgésico (Aconitum, Arnica, Chamomila, Hamamelis, Hypericum);
-    Efeito hemostático geral (Aconitum, Arnica, Hamamelis), venoso (Hypericum, Millefolium) e arterial (sulfur, polisulfuro cálcico de ação impermeabilizante vascular).
Considerando estes conceitos, o medicamento antihomotóxico Traumeel S auxilia o tratamento nos processos inflamatórios e degenerativos do aparelho locomotor e de sustentação; e traumatismos em geral.

Indicações do medicamento

 

Traumeel S é indicado como auxiliar no tratamento de traumatismos como torções, contusões, hematomas, fraturas, edemas pós-cirúrgicos e pós-traumáticos, e tumefações edematosas dos tecidos moles; processos inflamatórios e degenerativos com inflamação associada em diversos órgãos e tecidos, especialmente nos do aparelho locomotor e dos tecidos de sustentação (tendosinovite, estiloidite, epicondilite, bursite, periartrite escapulo-umeral, etc.); artrose do quadril, do joelho e das pequenas articulações.


Contra-indicações

Traumeel S é contra-indicado em pacientes com tuberculose, leucocitose, doenças vasculares do colágeno, esclerose múltipla, infecção por HIV, SIDA desenvolvida e outras doenças auto-imunes, como também em pacientes hipersensíveis a quaisquer componentes da fórmula.

Posologia sugerida

Adulto e criança: no quadro agudo, aplicar 1-2 ampolas diariamente; no geral aplicar 1-2 ampolas 3 vezes por semana intramuscular, subcutânea, intradérmica (na forma de pápula), intravenoso, intrarticular ou periarticular.
No caso do tratamento ser longo, acompanhar a evolução do paciente durante todo o período do tratamento.

Advertências

Este medicamento contém algumas substâncias em baixas dinamizações e, portanto, algumas reações indesejáveis podem ocorrer. Nos casos individuais, reações de hipersensibilidade na pele, como vermelhidão, edema e prurido, como também aumento do fluxo salivar. Em casos raros foram observadas exantemas, edema facial, dispnéia, vertigem e redução da pressão arterial após tratamento com produtos que contenham extratos de Echinacea. Caso ocorram tais reações, interromper o tratamento.
Após a aplicação intra-articular de Traumeel S, poderá surgir, em casos raros, irritações dolorosas temporárias das articulações, eventualmente com formação de hematoma asséptico, o qual pode ser atenuado com o uso de um antiinflamatório tópico.
Traumeel S está na categoria C de risco na gravidez. Este medicamento não deve ser utilizado durante a gravidez, exceto sob orientação médica.
As orientações e recomendações previstas na bula estão relacionadas à via de administração indicada. O uso por outras vias pode envolver risco e devem estar sob a responsabilidade do prescritor.

Armazenagem

 

Este medicamento deve ser armazenado em local seco e à temperatura ambiente (15 - 30°C), longe de qualquer tipo de fonte de calor e, ou umidade. Recomenda-se não deixar este medicamento junto a aparelhos emissores de radiação, tais como rádio, TV, telefone sem fio e celulares, forno de microondas, etc.
Venda sob prescrição médica.
COMENTE
Escreva sua opnião sobre esse
produto
Como você classifica este produto? *

1 2 3 4 5
Preço
Custo Benefício
Qualidade
Nome *
Opnião *
Opniões de clientes
Nenhum cliente opnou sobre esse produto ainda.
Seja o primeiro!