LiveZilla Live Help


Digite seu e-mail abaixo
e receba ofertas exclusivas
Representante





Usuário

Senha




Esqueci a senha!
Suporte ao Cliente










Adicionar à lista de desejos (Efetue seu Login Antes)
FLANCOX 400MG 10 COMP


R$ 16,10  

Compartilhe este produto
DESCRIÇÅO

FLANCOX 400mg 10 COMPRIMIDOS

Etodolaco


Apresentação

Comprimidos revestidos de 400 mg Caixas com 10 comprimidos.


Indicação

No tratamento da osteoartrite e da artrite reumatóide (aguda ou crônica). Controle da dor, especialmente a dor associada com inflamação (como na cirurgia odontológica, obstétrica, traumas e outras condições, como artrite gotosa aguda, dismenorréia e enxaqueca).


Contra-indicações

Hipersensibilidade conhecida ao etodolaco. FLANCOX (etodolaco) não deve ser administrado a pacientes que tenham apresentado pólipos nasais associados a broncoespasmos, asma, urticária, angioedema, ou outras reações alérgicas após o uso de ácido acetilsalicílico, ou outro AINE. Nos casos de úlcera gastroduodenal em evolução; na insuficiência hepática ou renal severas; em crianças abaixo de 15 anos de idade.

Precauções e advertências

Devido a possível gravidade das manifestações gastrointestinais, principalmente nos pacientes submetidos a tratamento com anticoagulantes, é importante observar cuidadosamente o aparecimento de sintomatologias digestivas. Nos casos de hemorragias, ulcerações ou perfurações gastrointestinais, o tratamento deve ser interrompido imediatamente. Reações de hipersensibilidade, do tipo anafilactóide, exigem a interrupção imediata do tratamento e a hospitalização do paciente. FLANCOX (etodolaco) deve ser administrado com cuidados especiais a pacientes que apresentam antecedentes de doenças digestivas, como úlceras gastroduodenais ou colite ulcerativa. Durante o tratamento prolongado é recomendado controlar o hemograma e as funções hepática e renal. Evitar bebidas alcoólicas, devido a problemas estomacais, durante o tratamento com FLANCOX (etodolaco). Não ingerir paracetamol, ácido acetilsalicílico ou outros salicilatos, ou AINE (diclofenaco, diflunisal, fenoprofeno, floctafenina, flurbiprofeno, ibuprofeno, indometacina, cetoprofeno, cetorolaco, meclofenamato, ácido mefenâmico, naproxeno, fenilbutazona, piroxicam, sulindaco, ácido tiaprofênico e tolmetina) junto com etodolaco. Evitar atividades que exijam atenção (pode ocorrer tontura, sonolência, obnubilação e visão obscura). Pode ocorrer fotossensibilidade. O risco/benefício deve ser avaliado em situações clínicas como: hemofilia ou lúpus eritematoso. Asma preexistente: O etodolaco não deve ser administrado a pacientes que apresentam sensibilidade ao ácido acetilsalicílico com qualquer outro AINE, e deve ser usado com cautela em pacientes com asma preexistente. Gravidez: Não existem estudos adequados ou bem controlados sobre o uso em mulheres grávidas devido aos efeitos desconhecidos dos AINEs sobre o parto e o sistema cardiovascular fetal humano no que diz respeito ao fechamento prematuro do canal arterial, o uso do medicamento durante os três primeiros meses e no último trimestre da gravidez é contra-indicado. Lactação: Não se sabe se o etodolaco é excretado no leite materno. Deve-se decidir entre interromper a amamentação ou a medicação, levando em consideração a necessidade do tratamento e a importância do medicamento para a mãe. Geriatria: Não é necessário reduzir a dosagem em pacientes com mais de 65 anos de idade, tomando-se as mesmas precauções adotadas para adultos, com especial cuidado no que se refere à individualização da posologia.

Interações medicamentosas

Associações não-recomendadas: Outros AINEs e salicilatos em altas doses. Anticoagulantes orais, heparina por via parenteral e ticlopidina. Sulfamidas. Dispositivos intra-uterinos. Lítio (com qualquer outro AINE). Metotrexato (conforme outros AINEs). Fenitoína: risco de potencialização. Associações que necessitam cuidados: Diuréticos. Anti-hipertensivos (betabloqueadores, captopril, lisinopril, diuréticos - conforme outros AINEs). Interferon-alfa. Probenecida.

Reações adversas

Reações mais freqüentes: Cólica abdominal, dispepsia, flatulência, gastrite, diarréia, náusea, tontura, dor de cabeça, fraqueza. Reações ocasionais ou raras: Constipação, redução do apetite, sonolência, enrubescimento, sensibilidade da visão a claridade, aumento da ingestão de líquidos, nervosismo, insônia, vômito, visão obscura, sensação de ardência no tórax ou estômago, febre, dor e aumento da diurese, depressão mental, zumbido no ouvido, erupção de pele ou prurido, sangue nas fezes, dor no peito, diminuição da diurese, aumento de pressão sangüínea, cãibras, úlcera, manchas brancas na boca ou lábios, dor de garganta, edema ou sensibilidade na área do abdome, edema de face, mãos, pernas e pés, inchaço de glândulas, cansaço ou fraqueza incomum, ganho de peso, olhos e pele amarelados, desmaio, manchas vermelhas puntiformes na pele, dispnéia, dificuldade em respirar e hemorragia.

Posologia

Analgesia: A dose diária recomendada de FLANCOX (etodolaco) para dor aguda é de até 1.000 mg, administradas em doses de 300-400 mg a cada 6-8 horas. A dose pode ser aumentada até 1.200 mg/dia, caso necessário para obter o efeito analgésico e após a avaliação dos riscos potenciais em relação ao benefício esperado. Osteoartrose e artrite reumatóide: A dose inicial recomendada de FLANCOX (etodolaco) é de 800 mg a 1.200 mg, via oral, em 2 a 4 vezes ao dia: 300 mg, 3 a 4 vezes ao dia; 400 mg, 2 a 3 vezes ao dia. Durante o uso prolongado a dose deve ser ajustada, dependendo da resposta clínica do paciente. Depois de obtida resposta satisfatória, em geral após 2 semanas de tratamento, a posologia deve ser individualizada de acordo com a tolerância e a resposta do paciente. Uma dose de 600 mg/dia pode ser suficiente para o uso prolongado. Nos pacientes que apresentam boa tolerância a doses de 1.000 mg/dia, pode ser instituído o tratamento com 1.200 mg/dia, se necessário, depois de avaliado o risco/benefício. Limites máximos de dosagem: Adultos com peso menor do que 60 kg: 20 mg por kg de peso corporal ao dia. Adultos com 60 kg ou mais: 1.200 mg ao dia. Crianças: Não foi estabelecida a segurança e a eficácia do uso em Pediatria. Geriatria: Conforme a dose para adultos.

COMENTE
Escreva sua opnião sobre esse
produto
Como você classifica este produto? *

1 2 3 4 5
Preço
Custo Benefício
Qualidade
Nome *
Opnião *
Opniões de clientes
Opinião de luiz carlos
01/08/2012


Preço Custo benefício Qualidade
5 5 5


gostei muito o meu medico pescreveu o medicamento e foi muito bom para mim